MUDAMOS DE ENDEREÇO

MUDAMOS DE ENDEREÇO
MUDAMOS DE ENDEREÇO TODAS AS POSTAGENS DAQUI, ESTÃO LÁ. ABRAÇOS E OBRIGADA. silvia masc

sexta-feira, 7 de novembro de 2008

Oito hospitais estaduais farão mutirão contra câncer de pele neste sábado

Plantão | Publicada em 04/11/2008 às 14h22m

O Globo
SÃO PAULO - Um mutirão gratuito para detecção precoce de câncer de pele será feito neste sábado, dia 8 de novembro, em oito hospitais estaduais. A ação faz parte da Campanha Nacional de Prevenção ao Câncer de Pele, da Sociedade Brasileira de Dermatologia, que irá mobilizar 1.500 dermatologistas, 174 unidades de saúde em 23 estados brasileiros. Os interessados serão submetidos a exames clínicos, além de receberem orientação sobre os cuidados com a exposição ao sol e prevenção ao câncer de pele. Se houver diagnóstico de lesões, os pacientes serão encaminhados para tratamento especializado.

Na capital, haverá atendimento no Hospital das Clínicas de São Paulo, Hospital Estadual Ipiranga e Ambulatório de Especialidades Heliópolis. Não há necessidade de agendamento prévio das consultas.

Confira a seguir o endereço dos hospitais e os horários de atendimento:

Capital

- Hospital Estadual Ipiranga: Av. Nazaré, 28 (em frente ao Museu do Ipiranga). Atendimento: das 9h às 15h

-Hospital das Clínicas de São Paulo - Ambulatório de Dermatologia: Av. Dr. Enéas de Carvalho Aguiar, 255 - 5º andar Bloco 2B (Metrô Clínicas / Altura do nº 1500 da Av. Rebouças). Atendimento: das 8h às 15h

-Ambulatório Estadual de Especialidades Heliópolis: Av. Almirante Delamare, 1.534 - Cidade Nova Heliópolis. Atendimento: das 9h às 15h

Bauru

- Instituto Lauro de Souza Lima: Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros, Km 225 / 226 (ao lado do Hospital Unimed-Bauru). Atendimento: das 9h às 16h

Guarulhos

- Complexo Hospitalar Padre Bento - Ambulatório de Dermatologia: Av. Emílio Ribas, 1.819. Atendimento: das 9h às 16h

Promissão

- Hospital Geral de Promissão - Ambulatório: Av. General Eurico Gaspar Dutra, 620. Atendimento: das 9h às 15h

Ribeirão Preto

- Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto: Av. Bandeirantes, 3.900 - Campus da USP. Atendimento: das 8h às 13h

Santos

Hospital Estadual Guilherme Álvaro: Rua Doutor Oswaldo Cruz, 197. Atendimento: das 9h às 15h

Devemos todos ter cautela no uso de remédios.



A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) está alertando os idosos sobre os riscos do uso inadequado de medicamentos.

De acordo com a SMS, a média é de quatro remédios por dia, geralmente para tratar diabetes, insuficiência cardíaca, artrose, artrite, hipertensão, entre outras. “Cerca de 90% dos idosos alteram a dosagem ou param de tomar os remédios e por motivos bem variados, como por exemplo a quantidade que torna-se incômoda e a dificuldade para engolir os comprimidos”, explica o médico Jorge Maxta, coordenador da Saúde do Adulto e do Idoso da SMS, que sugere a divisão dos comprimidos maiores em algumas partes para facilitar a ingestão.

As dificuldades visuais que se destacam nessa faixa etária também atrapalham na seleção dos remédios que devem ser ingeridos, o ideal é que o idoso conte com a ajuda dos familiares mais jovens que podem atuar como supervisores.

Afinal, tomando os remédios inadequadamente, a pressão volta a subir, o diabetes fica descontrolado, as dores continuam e por aí segue uma série de complicações para a saúde do paciente. “Se as dosagens e os remédios forem tomados corretamente conforme indicação do médico, a chance de bons resultados para estabilização das doenças é muito maior”, afirma Maxta.

Alternativos

Aparentemente inofensivos e com fama de trazer bons resultados, os fitoterápicos fazem parte da lista dos medicamentos usados indiscriminadamente, de acordo com o médico.

O chá de boldo, chá verde, chá de sene, cápsulas de óleo de alho e cartilagem de tubarão estão no topo dos mais consumidos por conta própria e, normalmente, são fruto de indicações de amigos e das propagandas de televisão e revistas.

Os cuidados ao ingerir os fitoterápicos devem ser os mesmos em relação aos alopáticos (medicamentos tradicionais da medicina). Cabe ao paciente a conscientização em buscar todas as informações a respeito dos medicamentos alternativos com o seu médico e avisá-lo se utilizou algo de passar por cirurgias.

Se tomados sem orientação médica, os fitoterápicos podem ser tóxicos para o organismo, prejudicando o funcionamento do rim, do fígado e até colaborar no surgimento da formação de células cancerígenas. “Além disso, podem ser ineficazes e até interferir na ação do medicamento de uso contínuo”, conclui o médico.

A Tribuna On-line

Criança é tudo de bom e Deus as protege


video


Sugestões deliciosas e fáceis para o final de semana.

Estas delícias, estão AQUI
Para quem não quer lavar panelas, podem ser confeccionadas
no microondas.




  © Blogger template 'Perhentian' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP