MUDAMOS DE ENDEREÇO

MUDAMOS DE ENDEREÇO
MUDAMOS DE ENDEREÇO TODAS AS POSTAGENS DAQUI, ESTÃO LÁ. ABRAÇOS E OBRIGADA. silvia masc

sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Sugestões para o final de semana



As receitas destas delícias estão
aqui





Pesquisas mostram que mal-humorados têm mais chance de adoecer.


Vivemos em um mundo onde, tenho a certeza, cada um de nós conhece alguém que parece sempre urucado . Sabe aquela pessoa negativa, até um pouco triste, ansiosa e que puxa todas as boas emoções e as joga no lixo? Ou pior: troca - sempre aflita - pelo seu mau humor? Pois bem, para estas eu tenho novidades científicas, vindas de um texto muito bacana de Douglas Peternela, que fala que o nosso humor e estado de espírito têm um peso muito grande não só no clima que criamos ao nosso redor no trabalho, em casa ou entre amigos, como também na nossa própria saúde.

Um estudo realizado na Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, coordenado por Howard Friedman, constatou que a presença de emoções negativas constantes associadas à ansiedade duplica a propensão a uma extensa variedade de doenças.

A conclusão foi de que experiências vividas, marcantes ou constantes, podem alterar não só a bioquímica, mas a estrutura do cérebro. Mais especificamente: emoções negativas constantes afetam não só o funcionamento de seu cérebro, mas podem alterar até sua própria constituição. Portanto, se nos pautarmos na idéia de cada pensamento ser um acontecimento bioquímico, se for negativo, tem efeito instantâneo em cada célula, gerando ansiedade, depressão, fadiga.

Em contrapartida, se seus pensamentos são bons, se você decide adotar uma postura bem-humorada, otimista, seu corpo também responde, e o faz sentir-se bem mais saudável. Por essas razões é que a forma com a qual doentes encaram sua moléstia tem tanta importância no seu processo de recuperação. A cura tem também um lado psicológico. A vontade de se curar é uma boa aliada.

Então, passe a reparar mais naqueles que sempre estão de bem com a vida. Que não se entregam frente às dificuldades e escolhem reverter a situação com trabalho, com boa fé. Espelhe-se. Porque ficar o tempo todo mal-humorado ou triste pode deixá-lo doente. Tenha uma postura mais positiva para que você possa alcançar um estado mais pleno de serenidade, atento às oportunidades e aberto para o sucesso.

Dra. Glaucia Duarte é médica endocrinologista (CRM/SP 91952), doutorada em Endocrinologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP)

quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Osteoporose atinge 25% das mulheres com mais de 50 anos



Uma doença freqüente, incapacitante e muitas vezes mortal. A osteoporose atinge hoje no Brasil cerca de 30% das mulheres na pós-menopausa e 15% dos homens acima de 50 anos. Apesar da gravidade do quadro, um estudo realizado pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) aponta que 90% dos entrevistados já ouviram falar em osteoporose, mas não sabem detalhes relacionados ao problema. Cerca de 70% das mulheres e 85% dos homens que já apresentaram uma fratura por fragilidade óssea mostraram desconhecer que a causa era a doença.

A pesquisa Brazos (The Brazilian Osteoporosis Study) avaliou 2.420 pessoas acima de 40 anos captadas em 150 municípios das cinco regiões do País. "As pessoas só procuram o médico quando sentem dor e esse não é um sintoma característico da osteoporose, uma vez que ela é reconhecida como uma epidemia silenciosa. Na maioria das vezes, a dor surge apenas quando ocorrem numerosas fraturas, geralmente na coluna, provocando incapacidade e dor crônicas", diz Marcelo Pinheiro, responsável pelo Ambulatório de Osteoporose da Disciplina de Reumatologia da Unifesp.

Segundo o presidente da Sociedade Brasileira de Osteoporose e professor da Unicamp, João Francisco Marques Neto, 25% das mulheres acima de 50 anos têm osteoporose. Entre 23% e 25% dessas pacientes vão a óbito por problemas circulatórios e cerca de 60% vão evoluir para uma fratura de fêmur. "Apesar dos números assustadores, se houver um diagnóstico precoce é possível prevenir essa evolução. A osteoporose tem tratamento", alerta. As melhores armas contra a doença são manter uma alimentação rica em cálcio e vitamina D, exercício físico regular, exposição ao sol e vigilância clínica para monitorar outras patologias que possam agravar o quadro.


Agência Estado

31/10/2008

Terceira Caminhada de prevenção à Osteoporose acontece na Mooca, em São Paulo



São Paulo, outubro de 2008 – No dia 31 de outubro, sexta-feira, o bairro da Mooca, em São Paulo, será cenário para o combate à osteoporose com a realização da 3ª Osteoprevent. Centenas de moradores do bairro, principalmente senhoras, sairão às ruas para mostrar que a prevenção é a melhor opção para evitar a Osteoporose. Após a caminhada pelo bairro haverá uma palestra gratuita de conscientização sobre o doença, enfatizando as formas de prevenção .

A osteoporose é uma doença grave e silenciosa, que acomete milhares de indivíduos, principalmente mulheres. Entre as formas de evitar a doença, estão a necessidades de fazer atividade física regularmente e de ter uma dieta rica em cálcio. Como o leite é a principal fonte natural de cálcio, inclusive a forma mais biodisponível, após a caminhada, todos os participantes poderão degustar receitas preparadas com leite Longa Vida em embalagens da Tetra Pak, assim aprendendo formas criativas de consumir as necessidades diárias do nutriente.

Para finalizar, o Prof. Dr. Sergio Bontempi Lanzotti, ministrará palestra gratuita e aberta ao público, na Associação Comercial de São Paulo.

Confira a programação completa:

3ª. Osteoprevent
Data: 31 de outubro de 2008

Caminhada
Horário: largada às 8h
Ponto de encontro: Moocanda - Rua Taquari, 549 (ao lado da Subprefeitura da Mooca).

Palestra
Prof. Dr. Sérgio Bontempi Lanzotti
Horário: 14h
Local: Associação Comercial de São Paulo - Rua Madre de Deus, 222, Mooca.

Por um futuro saudável, quarentões buscam geriatras


Os geriatras, especializados na saúde das pessoas com mais de 60 anos, começam a ser procurados por pessoas cada vez mais jovens. O principal interesse desses pacientes a princípio deslocados é saber o que podem fazer agora para ter uma velhice saudável lá na frente.

Um desses pacientes é a nutricionista Geórgia Schwern Lewgoy, que tem 43 anos. "O geriatra vê você como um todo hoje, mas de olho no amanhã. Eu me consulto com ele porque quero viver mais e melhor", diz ela.

Seguindo à risca as orientações do novo médico, Geórgia deixou de ser sedentária - não passa um dia sem fazer caminhada. Passou a exercitar mais a mente - lê os jornais e procura estudar. E começou a se alimentar melhor - verduras, legumes e frutas nunca faltam na geladeira.

Por causa dos exames que o geriatra pediu, a nutricionista descobriu que tem osteopenia, um processo de envelhecimento dos ossos que se não for tratado pode levar à osteoporose.

A economista Ângela Thereza Added, de 48 anos, está no mesmo grupo. "Quando sabem que tenho um geriatra, as pessoas riem de mim. Dizem: 'Quer dizer que já está velha, então?' Eu não me incomodo. Estou cuidando da minha saúde", afirma.

Ângela vai ao mesmo geriatra que tratou sua avó e agora cuida de sua mãe. "Ele acompanha muito a parte psicológica da minha mãe, que teve problemas de depressão. Conversa bastante, coisa que outros médicos não fazem. O médico tem de ser sensível, atencioso, paciente e gostar do que faz."

Quando começou a atender, o geriatra Alberto de Macedo Soares, professor da Faculdade de Ciências Médicas de Santos, só aceitava pacientes com mais de 60 anos. Deixou de lado a idade quando começou a ver na TV médicos que prometiam retardar o envelhecimento com antioxidantes e remédios ortomoleculares. "Não existe elixir da juventude. Atendi vários pacientes que gastaram fortunas com remédios que não fazem efeito. Recebo esses pacientes mais novos para alertá-los sobre esses farsantes. Em alguns casos, até oriento que entrem na Justiça. Pode-se melhorar a qualidade do envelhecimento, mas não se pode evitá-lo."


O número no Brasil continua ínfimo quando comparado com outras especialidades. As mulheres, por exemplo, têm mais de 10 mil ginecologistas. E as crianças, pelo menos 7 mil pediatras.

Os médicos têm uma explicação. "A geriatria se desenvolveu na Europa nos anos 50, mas só chegou ao Brasil nos anos 70. É uma especialidade muito nova", diz o geriatra Eurico Carvalho Filho, o responsável pela inclusão da especialidade na Faculdade de Medicina da USP e no Hospital das Clínicas (HC).

Mesmo após três décadas dos primeiros passos, a especialidade que trata dos idosos ainda é um recém-nascido na medicina. Além do HC, só mais 14 hospitais oferecem residência na área. E nem todas as vagas conseguem ser preenchidas.


quarta-feira, 29 de outubro de 2008

Preparando sua consulta com o geriatra (3) - EXAMES LABORATORIAIS


Os exames normalmente solicitados pelo geriatra são simples e incluem:


EXAMES DE SANGUE

sangue


· Hemograma completo
· VHS – Velocidade de hemossedimentação
· Glicemia
· Proteinograma
· TGO – Transaminase Glutâmico Oxalacética
· TGP - Transaminase Glutâmico Pirúvica
· T4, TSH
· Colesterol,Triglicérides,LDL,HDL
· Ácido Úrico
· PSA ( Homens )

Outros:

· Urina I – Sedimento Quantitativo,Cultura e Antibiograma
· Eletrocardiograma
· RX –Tórax PA e Perfil
· Densitometria Óssea

De acordo com os achados nessa avaliação de rotina, alguns exames mais sofisticados podem ser indicados.

A tomografia e o eletroencefalograma merecem algumas explicações adicionais uma vez que são freqüentemente solicitados:

Tomografia Computadorizada e Ressonância Nuclear Magnética

Tomografia Computadorizada e Ressonância Nuclear Magnética



Tomografia Computadorizada e Ressonância Nuclear Magnética


Permitem visualizar, em finos cortes, alterações no tecido cerebral.

Tem inquestionável valor no diagnóstico de tumores e AVC, porém, com respeito ao estudo das doenças degenerativas, seu valor é limitado.

Uma tomografia normal não exclui definitivamente o diagnóstico de doença de Alzheimer, assim como o diagnóstico de atrofia cerebral não selará o diagnóstico.

É um exame relativamente seguro que colabora no raciocínio clínico durante o processo de investigação de quadros demenciais.

A Tomografia Computadorizada se constitui num aparelho de Raios X muito mais complexo que o convencional. A dose de irradiação é mínima e possibilita a visualização tridimensional dos órgãos em geral e, em particular do cérebro.

Embora a imagem gerada seja monocromática, apenas com várias tonalidades em cinza, indo do totalmente preto ao branco, mesmo assim são muito mais numerosas que as variações de tons de cinza do Raio X convencional.

Ressonância Nuclear Magnética
Ressonância Nuclear Magnética

Eletroencefalograma

O Eletroencefalograma (EEG) é uma técnica usada desde 1929, descoberta pelo psiquiatra alemão Hans Berger.

Na prática o Eletroencefalograma é realizado através da colocação de eletrodos na cabeça do paciente que são conectados a um poderoso amplificador de corrente elétrica.

Esse amplificador aumenta a amplitude do sinal elétrico gerado pelo cérebro milhares de vezes e, através de um dispositivo chamado galvanômetro, as oscilações para mais ou para menos dessa corrente elétrica são desenhadas numa tira de papel sob a forma de ondas.

As ondas elétricas cerebrais variam conforme a situação funcional do cérebro.

O EEG é utilizado com freqüência na avaliação de quadros convulsivos



Aqui

terça-feira, 28 de outubro de 2008

Mutirão do lixo eletrônico


Fazendo a minha visita habitual ao Nômade Bit
vi este post, que achei bem interessante reproduzir aqui.
Para saber o que é Lixo Eletrônico e endereços de coleta,
clique aqui


obrigada,
silvia masc

Reflexão




Preparando sua consulta com o geriatra (2)

“Quem pergunta é bobo por 5 minutos, quem não pergunta é bobo o resto da vida”.(Bertrand Russel)


A primeira visita ao médico geriatra deve ser preparada com alguns cuidados


· Descrição dos primeiros sinais de anormalidade que foram detectados: data, tipo etc.

· A evolução dessas anormalidades, tempo de duração, ocorrências importantes descrição detalhada das alterações atuais.

·

Doenças pregressas especialmente AVCs (Derrames), cardiopatias, hipertensão arterial, diabetes, depressão e doenças neurológicas;

  • Ocorrências mal definidas do passado: desmaios, convulsões, quedas com contusão craniana, quedas suspeitadas não testemunhadas etc.
  • Medicação utilizada anteriormente, no presente momento e os resultados obtidos, efeitos colaterais etc.
  • Se usa medicamentos formulados , tenha consigo o frasco ou a receita.
  • Relate TODOS os remédios que está tomando, inclusive os comprados por conta própria.
  • Leve todos os seus exames de laboratório.

Roteiro de alguns pontos que você pode querer anotar para facilitar sua consulta:


· DOENÇAS PRÉ-EXISTENTES
· O QUE MAIS ME INCOMODA
· QUE REMÉDIOS ESTÁ TOMANDO
· AS DOSES E OS HORÁRIOS
· COMO ACORDA
· COMO DORME
· COMO SE ALIMENTA
· ELIMINAÇÕES: Hábitos Intestinais,Urinários
· MINHA ATIVIDADE FÍSICA
· COMO PASSO O MEU DIA
· COMO VEJO MINHA VIDA
· O QUE ME LIMITA
· O QUE ME IRRITA
· O QUE ME DEIXA FELIZ
· O QUE EU ESPERO DESTA CONSULTA

Além dessas condições gerais o geriatra costuma questionar:


Que hábitos mantêm ou manteve: álcool, fumo, drogas ilícitas, atividade física, alimentação, contato profissional com tóxicos, padrão de sono, comportamento e orientação sexual etc.

Memória

Há dificuldades? Está sentindo que está falhando? Desde quando?

Encontra desculpas poucos razoáveis para os problemas que vêm enfrentando com a memória?

Comportamento

Tem explosões de raiva sem motivo relevante?

Apresenta mudanças bruscas de comportamento?

Tem estado deprimido? Desinteressado? Agressivo?

Houve mudança marcante na personalidade prévia?

Age anti-socialmente?

Tem um comportamento sexual inadequado?

Sente-se perseguido? Roubado?

Tem visões? Ouve vozes?

Comunicação e Autonomia

Tem dificuldade para encontrar palavras?

Tem problemas nas tarefas cotidianas? Recados telefônicos, vestir, controle do saldo bancário, banhar-se?...

Orientação

Tem dificuldades na orientação Tempo - Espaço?

Confunde dias e horários?

Já se perdeu?

As vezes,parece não saber onde está?

Com base nesses dados devidamente anotados, você ou o acompanhante, estarão municiados com elementos decisivos para uma consulta geriátrica produtiva.


(continua amanhã)

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Preparando sua consulta com o geriatra (1)

Geriatria é o ramo da medicina que enfoca o estudo, prevenção e tratamento das doenças de indivíduos em idades avançadas. O termo deve ser distinto de gerontologia, que é o estudo do envelhecimento em si.

Inicialmente é necessário que se faça algumas considerações sobre a escolha do médico que vai nos acompanhar nessa jornada.
Se uma doença se apresenta subitamente e somos levados ao Pronto-Socorro, não temos muitas opções de escolha. Por outro lado, quando estamos ainda gozando de uma saúde que nos permita essa escolha, devemos definir que médico queremos que nos acompanhe nesse processo (longo esperamos) de nossa vida.
O seu relacionamento com seu médico vai representar um grande impacto na sua qualidade de vida na conquista de um envelhecimento feliz.
O seu médico é peça fundamental de seu tratamento e para que isso seja realmente proveitoso e efetivo algumas condições são essenciais: Alguns pacientes preferem médicos do mesmo sexo,outros de médicos jovens etc.
Independente desses fatores um médico que você pode confiar deve ter algumas características que você pode checar ou deduzir.

· É bem preparado e atualizado

· É sensível e humano e ético

· É fácil de ser encontrado 24 horas por dia

· É um bom ouvinte e não me apressa durante a consulta

· É seguro e responsável

· É honesto e não faz rodeio com falsas esperanças de cura

· É respeitado por seus colegas, não é um “mercador de ilusões”

· Está realmente interessado na minha saúde

· Atende suas consultas com pontualidade

· Explica meus problemas com linguagem simples

· Discute as opções de exames e de tratamento comigo

· Mantém meus dados sob sigilo.

As Associações de classe, como a Associação Médica Brasileira, podem lhe informar se o profissional conquistou o Título de Especialista em Geriatria.

Planos de saúde e a falta de profissionais qualificados na rede pública são um grande problema nesse tópico.
A visita ao médico será determinada de acordo com a periodicidade sugerida pelo profissional.
Mesmo se as suas condições aparentes de saúde forem boas, a visita ao seu médico nunca deve ser encarada como uma “perda de tempo” com a desculpa que “me sinto muito bem...”

A necessidade de exames de imagem e de laboratório será definida pelo seu médico de acordo com a real necessidade e sempre protegendo o cliente contra exames dolorosos e invasivos senão forem absolutamente necessários.

Felizmente a imensa maioria dos exames que são solicitados rotineiramente é isenta de risco e/ou de desconforto.

(continua amanhã)

domingo, 26 de outubro de 2008

Dica Web: Usando Aspas no Google


Olá, pessoal
Meu nome é Carlos, sou amigo da Silvia e como ela já disse para vocês nesta sexta, inicio hoje uma postagem semanal sobre uso de internet. Minha intenção é passar dicas simples, nada que precise decorar, mas que podem ajudar a navegar mais rápido pela Internet.

Como a Sílvia disse, se tiverem alguma dúvida sobre os posts, basta entrarem em contato comigo através do Espaço Melhor Idade ou pelo meu blog, o Nômade Bit, que estarei sempre pronto a responder as questões de vocês.

A primeira dica é sobre o Google e a utilização de aspas. No Google, se você coloca duas palavras na caixa de busca, ele vai procurar qualquer página web que contenha pelo menos um dos termos. Por exemplo, se você digitar salão e dança, ele retornará um milhão e meio de páginas, pois listará todas as páginas em que as palavras apareçam ao menos uma vez.

Mas se você usar as aspas, o Google pesquisará exatamente o que você digitou. "salão de dança"", por exemplo, retornará cerca de 169 mil de páginas, bem menos do que um milhão e meio.

Digamos que você está interessado em salões de dança em São Paulo Neste caso, basta manter "salão de dança" entre aspas e acrescenter "são paulo". Isso já reduz o número de páginas retornadas para 9400 mil.



Procure sempre usar palavras que você acha provável que estarão no texto na Internet, isso ajudará a encontrar o que você procura com mais rapidez.

Por enquanto é só. Até semana que vem!

Guia do Cuidador do Idoso, para profissionais e leigos.



Amigos,

Nos links indicados, é possível baixar o Guia Prático do Cuidador apenas em PDF, quem estiver interessado (a), tenho em Word, com as devidas correções gramaticais e ortográficas.
Algumas imagens não são muito claras, mas é salvo pelo conteúdo, que é excelente.
Solicite pelo e-mail, silvia.masc@gmail.com que eu enviarei, é grátis.


Abraços,

Silvia


sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Sugestão para o final de semana





Para esse final de semana o
Blog de Receitas tem 3 sugestões de pratos rápidos, e fáceis de preparar
Uma massa ou um pudim de peixe (receita havaiana) e uma sobremesa bem brasileira.
A salada, fica ao seu gosto, mas não deve faltar.
É só clicar aqui, para anotar as receitas.
E se estas não forem do seu agrado, não será por falta de opções que
você não fará bonito no final de semana, no blog, você encontrará mais de 300 sugestões.

Boa eleição e bom apetite!


Dicas da Web aqui.

Amigos,

O Carlos é um amigo, e será a partir do próximo domingo, um colaborador do espaço Melhor Idade, nos ensinando como navegar melhor na Internet

Ele tem um blog, o Nômade Bit, que alguns já devem conhecer, pois além de estar na lista de blogs do Espaço Melhor Idade, frequentemente aproveitei as boas dicas do blog dele aqui no Espaço. Conversando com ele surgiu a idéia de criar um post semanal sobre dicas de uso da Internet, o Dica Web. Não será nada muito complicado, apenas coisas simples que podem facilitar bastante a navegação no dia a dia.

E o que é melhor, ele gentilmente se propôs a fazer um "tira dúvidas" , basta entrar em contato com ele, através do Espaço Melhor Idade ou diretamente através do Nômade Bit, que ele responderá as questões para nós.


abraços

silvia masc

Falta de vitamina D está relacionada a Mal de Parkinson



Pesquisadores investigam se a deficiência faz parte das causas ou dos efeitos da doença.
Um estudo feito por pesquisadores americanos relacionou o Mal de Parkinson com a deficiência de vitamina D. A pesquisa publicada na revista especializada Archives of Neurology, porém, não concluiu se os baixos níveis da vitamina são a causa ou a conseqüência da doença.

Os estudiosos da Universidade Emory examinaram os níveis de vitamina D em 100 pessoas com Parkinson, 100 com Mal de Alzheimer e 100 idosos saudáveis. Os resultados apontaram que 55% dos pacientes com Parkinson apresentavam níveis insuficientes da vitamina, em comparação com 41% dos indivíduos que sofrem de Alzheimer e 36% dos idosos saudáveis.

Uma das hipóteses levantada pelos cientistas é que as pessoas com Mal de Parkinson ficam mais vulneráveis à deficiência de vitamina D porque sua condição acaba impedindo que eles passem muito tempo fora de casa, diminuindo os períodos de exposição ao sol.

De acordo com a nutricionista Roberta Stella, recorrer a alimentos como salmão, sardinha, óleo de fígado de peixe e gema de ovo é só uma forma de obter a vitamina. Isso porque 15 minutinhos diários de banhos de sol contribuem grandemente para que os níveis do micronutriente subam. A exposição solar é o principal meio para alcançar os requerimentos dessa vitamina , ressalta a especialista.

Outra teoria sobre os resultados do estudo é de que as baixas taxas de vitamina D estejam relacionadas à causa do Mal de Parkinson. Os cientistas dizem ter se surpreendido com os resultados da pesquisa, já que os participantes moravam na região sudoeste dos Estados Unidos, local onde a luz do sol está presente em grande parte do ano.

Apesar de a habilidade de processar a vitamina diminui com a idade, fazendo com que os idosos fiquem mais vulneráveis à deficiência dela, é relevante a descoberta de que a insuficiência de vitamina D pode ter uma ligação única com o Mal de Parkinson.

A doença de Parkinson afeta as células nervosas de diversas partes do cérebro. Entre elas, aquelas que usam o mensageiro químico dopamina para controlar os movimentos. Tremores, rigidez e lentidão dos movimentos são os principais sintomas da doença, que pode ser tratada com ingestão de dopamina.

AS INFORMAÇÕES SOBRE SAÚDE DISPONÍVEIS NESTE BLOG TEM O PAPEL DE ORIENTAR E NUNCA SUBSTITUIR, A RELAÇÃO EXISTENTE ENTRE OS VISITANTES DO BLOG E OS SEUS MÉDICOS E/OU PRESTADORES DE CUIDADOS DE SAÚDE.

quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Amigos,


Vocês devem ter observado que o blog, está sofrendo transformações visuais, com o objetivo de torná-lo mais agradável à leitura.
È possível que algumas postagem estejam ilegíveis, mas já estão sendo corrigidas.
Obrigada pela compreensão de todos vocês.

abraços

silvia masc

Uma música diferente e agradável

video

Esta incrível máquina foi construída graças a um esforço de colaboração entre o Conservatório de Música Robert M. Trammell e a Escola de Engenharia Sharon Wick, na Universidade de Iowa.

Incrivelmente, os 97% dos componentes da máquina procedem das fábricas da John Deere e da equipe de Riego Bacroft, de Iowa, que fabricam tratores e equipamentos para granjas!!!

A equipe levou 13.029 horas na montagem, alinhamento, calibração e decoração antes de poder gravar esse vídeo. Hoje em dia está em funcionamento no Matthew Gerhard Hall, da Indiana University, Bloomington, e já está programada sua doação ao Instituto Smithsonian*

* A Smithsonian Institution (Instituto Smithsonian) é uma instituição educacional e de pesquisa associada a um complexo de museus, administrada e fundada pelo governo dos Estados Unidos. Com grande parte de seus prédios localizados em Washington, DC, o instituto compreende 19 museus e sete centros de pesquisa, e tem 142 milhões de itens em suas coleções.

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Exposição: "Retratos da Coragem"


Foto: “O amor cura tudo” - Rosely Cyrulin Soicher


Até 31 de outubro, quem passar pela Estação Sé do Metrô em São Paulo, poderá ver as fotos vencedoras do concurso "Retratos da Coragem"

O concurso, promovido pela Associação Brasileira de Linfoma e Leucemia (ABRALE) e Associação Brasileira de Talassemia (ABRASTA) foi dividido em quatro categorias: profissionais da fotografia, público em geral e estudantes de qualquer área, inclusive fotografia, familiares e pacientes de enfermidades onco-hematológicas e talassemia, e profissionais da saúde.

Além de serem expostas, as imagens vencedoras vão ilustrar a agenda e o calendário da ABRALE, cujo valor da venda é revertido aos projetos e ações das ONGs.

A exposição segue em novembro para a Estação Luz e Metrô Paulista.


Vencedores por categoria:

· Profissionais da fotografia: 1º Jorge Tadao Sato; 2º João Batista Martins de Freitas; 3º Júlio César Gonçalves do Carmo

· Público em geral e estudantes: 1º Marcia Aparecida de Oliveira Lima; 2º José Roberto Cômodo Filho; 3º Ingrid Juliana Francini

· Familiares e pacientes: 1º Rosely Cyrulin Soicher; 2º Vanessa Teixeira da Silva Barbosa; 3º Raphael Rodrigo Noronha Dias


Clique para ampliar

· Profissionais da Saúde: 1º Jamil Ribeiro Cadê; 2º Reynaldo André Brandt; 3º Ricardo G. Pecego


Clique para ampliar

terça-feira, 21 de outubro de 2008

Sexualidade à prova do tempo

Velhos fantasmas, preconceito e falta de informação atrapalham a sexualidade a partir da meia-idade

Por Ana Maria Heinsius*
Ainda hoje, apesar da chuva de informações, há quem pense que a sexualidade acaba com a menopausa ou que os homens perdem o desejo com a idade. Há o grupo dos que, presos aos modelos televisivos de juventude e beleza, condenam a sexualidade das pessoas maiores. Logo agora , que tanto a mulher como o homem têm a oportunidade e o tempo de encontrar com calma e sem cobranças a satisfação sexual tão desejada ?

O ato sexual é complexo, intervém nele o corpo, a mente, os sentimentos, os preconceitos, os modelos sociais, etc. Podemos conservar a capacidade sexual por toda a vida, se o estado de saúde assim o permite. Mas é necessário destacar que essa sexualidade não será igual, pelo contrário, ela muda com o passar do tempo.

Talvez a mudança maior seja da quantidade para a qualidade. O encontro amoroso se torna mais duradouro, com mais tempo para as carícias, mais centrado no prazer de dar e receber, sem tanta urgência de penetração, sem obsessão pela ereção, o prazer da masturbação, os vídeos, os aparelhos, em fim, a imaginação. Agora que os filhos saíram da casa, que não existem preocupações laborais ou econômicas, o casal deve encontrar um novo modelo de fazer sexo.

Velhos símbolos eróticos (calcinha minúscula, baby-doll, etc.) serão substituídos pela confiança do parceiro que conhece e ama também o lado interior desse corpo que há tantos anos dorme ao seu lado. Cada um sabe do que gosta e como, embora possam existir ainda preconceitos e tabus, que estará na hora de deixa-os de lado porque todo vale para atingir o orgasmo.
O tempo passa e o corpo muda, como já mudou na puberdade com aquela invasão de hormônios, agora se produzem também algumas mudanças e também os hormônios são os responsáveis.

No homem, podemos falar de uma "anausa" ou climatério masculino: as ereções tornam-se mais lentas, precisando de mais estímulos para conseguí-las e o tempo entre uma e outra é mais prolongado, a ejaculação também se modifica em sua força e volume, em geral, o desejo sexual pode ter uma diminuição.

Quando o homem reconhece estas mudanças e convive bem com elas, sabendo se desprender de velhas exigências, do medo de falhar, da preocupação com a performance e outros preconceitos arcaicos, sem dúvida continuará curtindo os prazeres do sexo. A mulher pode se angustiar com a demora na ereção do companheiro, pode pensar que já não o excita como antes, pode se sentir insegura, às vezes, até evita jogos prévios por vergonha de mostrar seu corpo que mudou e não mais se encaixa nos padrões de beleza da revista Playboy.

Embora o comportamento sexual dependa basicamente de aspectos psicológicos e culturais, os hormônios influenciam, principalmente a testosterona . Ela é a responsável por manter o desejo sexual tanto em homens como em mulheres, e esse hormônio continua estável na menopausa.

Como vemos, aqueles velhos fantasmas da menopausa, se devem mais a repressões e proibições herdadas, medos aprendidos e mudanças físicas. Conhecendo-os, se aceitam sem dificuldades as mudanças de um corpo que continua sendo erótico: desejante e desejável. Preconceitos e desinformação podem ser os únicos inimigos desta nova geração de meia-idade, 'for ever young' (eternamente jovem)

*Ana Maria Heinsius é psicóloga, mestre em Educação pela UFRJ,
professora de Psicologia do Desenvolvimento e dinamizadora de grupos de Terceira Idade
e de Orientação Vocacional.
E-mail: hannah@trendnet.com.br

Vitamina D influencia a desaceleração do processo de envelhecimento.



A vitamina D, produzida quando a pele é exposta à luz do sol, pode ajudar a desacelerar o processo de envelhecimento das células e tecidos, de acordo com pesquisadores britânicos.


Um estudo do King's College London com mais de 2 mil mulheres revelou que aquelas que tinham níveis mais elevados de vitamina D apresentavam menos alterações em seu DNA associadas ao envelhecimento.


Falta de vitamina D já foi ligada ao desenvolvimento de esclerose múltipla e artrite reumatóide. O material genético dentro de cada célula tem, embutido, um "relógio", que registra as várias divisões de cada célula.


O encurtamento de filamentos de DNA chamados telômeros é uma forma de examinar o processo de envelhecimento em um nível celular. Estas extremidades dos cromossomos vão encurtando ao longo das divisões celulares às quais nossas células são submetidas ao longo de nossas vidas, até ficarem tão curtas que se tornam inviáveis.


A equipa britânica examinou glóbulos brancos, que tendem a se reproduzir mais rapidamente e, portanto, a presenciar um encurtamento mais acelerado dos telômeros, quando os tecidos se inflamam.


Eles examinaram um total de 2.160 mulheres com idades entre 18 e 79 anos, e verificaram a concentração de vitamina D no sangue, comparando esse dado ao comprimento dos telômeros em seus glóbulos brancos.


Levando em conta a idade das voluntárias, os cientistas verificaram que as mulheres com níveis mais altos de vitamina D no organismo tinham maior probabilidade de ter telômeros mais longos nessas células.


- Estes resultados são animadores porque eles demonstram pela primeira vez que as pessoas com níveis mais altos de vitamina D podem envelhecer mais lentamente do que pessoas com níveis mais baixos de vitamina D.

- Isto pode ajudar a explicar como a vitamina D tem um efeito protetor em relação a muitas doenças ligadas à idade, tais como doenças cardíacas.

- O que é interessante é que há um enorme conjunto de evidências que mostram que o sol envelhece a sua pele, mas também aumenta seus níveis de vitamina D.

- Embora possa soar absurdo, é possível que a mesma luz do sol que pode elevar nosso risco de câncer de pele, também pode ter um efeito saudável sobre o processo de envelhecimento em geral.

-É recomendado de 10 a 15 minutos de sol diariamente, mas até as 10hr da manhã.

O trabalho científico, publicado no American Journal of Clinical Nutrition

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

A importância do exame Papanicolau


Clique na imagem para ampliar




O exame Papanicolau é um procedimento que procura células malignas ou pré-malignas no colo do útero. Exames regulares podem detectar problemas na região uterina, e, mesmo não tendo uma taxa de acerto perfeita, o Papanicolau é uma ferramenta importante para a saúde preventiva feminina.

Segundo o médico Jorge Nahás Neto, “o câncer do colo uterino é uma das doenças ginecológicas mais comuns e fáceis de prevenir, simplesmente evitado com a colheita de Papanicolau.” Ele ensina que o câncer do colo uterino, em 95% das vezes, é desencadeado pelo Papiloma Virus – HPV, adquirido freqüentemente por atividade sexual desprotegida.

Matéria do site americano de saúde Health Central responde a três perguntas básicas sobre o exame:

Quem deve realizar o exame Papanicolau?
O exame é anual e indicado para todas as mulheres com vida sexual ativa. Pode ser realizado a cada três anos se nada for encontrado. Depois dos 60 anos de idade a mulher não necessita mais fazê-lo, se não foram encontradas anormalidades nos exames anteriores.

O que influencia no risco de câncer de útero?
O vírus HPV é uma das maiores causas da doença, mas atualmente já existe vacina para ajudar a preveni-lo (a vacina oferece proteção de mais de 90%). Outros fatores que contribuem para um risco maior desse tipo de câncer é o hábito de fumar, ter parceiros sexuais múltiplos e começar a vida sexual muito cedo.

O que acontece durante o Papanicolau?
O exame consiste basicamente na coleta de material do colo uterino com uma espátula especial. Esse material é colocado em uma lâmina e analisado posteriormente ao microscópio. O teste é indolor, mas é preciso estar relaxada. A colheita do material para exame é simples e pode ser feita pelo ginecologista ou por profissionais não médicos, como enfermeiros.

Site: Saber Mulher
Quer saber mais sobre a saúde da Mulher? Clique aqui.



AS INFORMAÇÕES SOBRE SAÚDE DISPONÍVEIS NESTE BLOG TEM O PAPEL DE ORIENTAR E NUNCA SUBSTITUIR, A RELAÇÃO EXISTENTE ENTRE OS VISITANTES DO BLOG E OS SEUS MÉDICOS E/OU PRESTADORES DE CUIDADOS DE SAÚDE.

domingo, 19 de outubro de 2008

Sugestão para o lanche de domingo





Quibe de frango.
Saboroso e light é assado.
Você encontra a receita aqui




sábado, 18 de outubro de 2008

Idosos sim. Velhos jamais . Colaboração da leitora Ines Saldanha de Vitória - ES

Letícia Gonçalves
Dona Marilza está sempre atenta a dicas de
como viver melhor

De exercícios físicos a adaptações que podem ser feitas em residências, pequenas atitudes podem garantir uma velhice com saúde e qualidade de vida. A aposentada Marilza Alcântara, de 62 anos, tem uma vida agitada.

Além de fazer parte de um grupo de idosos, que assiste a palestras e troca idéias, ela canta em um coral, participa de um programa aberto à terceira idade e ainda tem tempo para a hidroginástica e a caminhada diária. Tudo isso faz a diferença. "A gente tem mais vontade de fazer as coisas, dorme melhor, a qualidade de vida melhora 100%", avalia.
Os banheiros são os locais de maior ocorrência de acidentes com idosos e, por isso, requerem atenção especial. "Uma barra de apoio pode ser colocada dentro do box e também ao lado do vaso sanitário. A porta do banheiro tem que ser uma porta de correr, porque se o idoso cair no banheiro não se consegue abrir a porta".


Outras medida que podem ser adotadas é a instalação de balizadores. Pequenas lâmpadas que, colocadas na parede, próximas ao chão, ajudam o idoso a visualizar melhor o piso à noite. E os tapetes devem ser recolhidos, assim como brinquedos de crianças. Essas atitudes podem evitar tropeços e quedas, muito perigosas para quem tem uma estrutura óssea frágil e pouca agilidade de locomoção.

Horário de verão começa à 0h

Adaptações do organismo
Acordar mais cedo no primeiro dia do horário de verão pode causar sonolência, mas, segundo Mário Pedrazzoli, geneticista do Instituto do Sono, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), o principal problema causado pela mudança de horário é a transformação que ocorre na fisiologia do organismo.

“O sono é só a ponta do iceberg de uma transformação geral causada pelo aumento da temperatura corporal em horário diferente do habitual e pela secreção do hormônio cortisol na corrente sangüínea. É como se o corpo ainda não estivesse pronto para acordar e isso causa sonolência, falta de energia, problemas de atenção e desconforto”, diz.

Para amenizar a sensação de desconforto, Pedrazzoli recomenda a exposição à luz do sol pela manhã por pelo menos meia hora, manter a alimentação em horários regulares e adiantados de acordo com o novo horário e não se expor à luz intensa durante a noite. “Outra dica importante é evitar consumir café, refrigerante e bebidas alcoólicas perto da hora de dormir”, afirma.

Em média, o organismo demora uma semana para se adaptar completamente à nova rotina, mas há casos de pessoas que não chegam a se adaptar. Segundo o especialista, as crianças são as que menos sentem com o horário de verão e os idosos sofrem mais com a medida.

Mais informações

sexta-feira, 17 de outubro de 2008

Preste os primeiros socorros em dez situações de emergência



Saiba como agir diante de desmaios, queimaduras e choques elétricos e outros problemas As situações de emergência pegam qualquer um de surpresa. E saber como agir diante delas pode evitar muitos transtornos futuros e até salvar uma vida, dependendo da gravidade do problema ou da demora em receber socorro.

1. Cortes profundos
Limpe, de preferência, com água corrente não importa se o corte estiver ou não sujo. Na seqüência, estanque com gaze ou um pedaço de pano ou toalha limpa. Nunca coloque nada dentro da ferida e procure um pronto socorro imediatamente.

2. Dedo preso na porta
Acidentes em casa ou com o carro são mais comuns do que se pensa. Na hora, tente conter o desespero e coloque gelo, evitando ou diminuindo a formação de hematoma (marca que torna o trauma muito mais doloroso). Esqueça a idéia de massagear a região machucada e nunca aperte as laterais do dedo que foi preso, quando houver sangramento.

3. Queimaduras
O ferimento é dividido em dois tipos e cada um deles exige cuidados específicos:

Térmicas:
Lave a área queimada com bastante água;
Cubra a queimadura com uma faixa esterilizada, para diminuir a dor; Remova imediatamente acessórios como anéis, relógios e pulseiras, porque logo após a queimadura há inchaço;
Nunca tente remover roupas grudadas no corpo da vítima;
Nunca use pomadas, manteiga, pó de café, pasta de dente ou óleo de cozinha, porque eles aumentam as chances de infecção no local.

Químicas:
Enxágüe o local em água corrente por no mínimo 20 minutos;
Remova a roupa contaminada para evitar que o produto químico se espalhe por outras partes do corpo;
Caso os olhos sejam afetados, enxágüe em água corrente até chegar ajuda médica;
Não aplique óleos ou cremes sobre a queimadura;
Observe a respiração da vítima enquanto é providenciada ajuda médica. Cubra a queimadura com uma faixa esterilizada ou pano limpo.

4. Choques elétricos
Antes de prestar o socorro, certifique-se de que a corrente elétrica foi desligada. Só então, toque a vítima. Em casos de parada cardiorrespiratória, inicie uma massagem no peito e respiração boca a boca na vítima, enquanto o socorro médico é acionado.

5. Torções e fraturas
Em casos de entorse ou até mesmo fraturas, pode-se improvisar uma tala com madeira, uma revista grossa ou até com jornal, colocando gelo no local e evitando massagear. Em seguida, coma área imobilizada, procure ajuda médica.

6. Sangramentos no nariz
Não importa se eles acontecem espontaneamente ou após alguma batida, os cuidados são os mesmos: passe gelo no local, mantendo-se sentado ou deitado com a cabeça para trás. Se o sangramento estiver muito intenso, coloque uma gaze dentro da narina. Nunca use algodão hidrófilo em qualquer ferimento. 7. Intoxicação
Nos casos de envenenamento, limpe a boca com água corrente sem engolir e procure um serviço de emergência o mais rápido possível. 8. Desmaios e crises de convulsão
Pessoas com crise convulsiva ou em desmaio devem ser mantidas deitadas, com o pescoço esticado. Mantenha as vias aéreas (boca e narina) livres e desobstruídas para evitar sufocamento. Só se devem imobilizar os membros caso haja risco de lesões ao paciente ou a quem estiver prestando ajuda.

9. Engasgos
Quando alguém engasgar na sua frente, nunca bata nas costas ou levante os braços da pessoa. Isso só aumenta os riscos de empurrar ainda mais o alimento ou o objeto para as vias respiratórias. Em vez disso, faça a chamada manobra de desengasgo:

- Abraçando a pessoa pelas costas, apoiando bem uma perna entre as pernas da vítima ( o que dá mais sustentação a quem presta o socorro);
- Coloque a mão esquerda fechada, com o polegar voltado para dentro, acima da linha do umbigo;
- Ponha a outra mão por cima da mão fechada , pressionando com força para dentro até o objeto sair e a respiração da pessoa voltar ao normal.

10. Ataques cardíacos
O atendimento e primeiros-socorros neste caso é uma luta contra o tempo. Nos primeiros três minutos, é importante que o paciente seja submetido aos choques de um desfibrilador automático quando fora do ambiente hospitalar. Isto acompanhado de compressões torácicas corretamente realizadas. Se houver sensação de opressão no peito, dor no lado esquerdo ou no meio do peito, que pode irradiar para o pescoço e para o braço esquerdo, suor frio e intenso, desconforto acompanhado de tontura, desmaio, sudorese, náuseas e falta de ar, procure um médico imediatamente , alerta o cardiologista Otávio Gebara, do Instituto de Cardiologia São Paulo. O paciente também precisa manter a calma e deve tomar uma aspirina, que ajuda na circulação sangüínea . Em caso de sensação de perda da consciência, o ato de tossir ininterruptamente melhora a irrigação do coração, prejudicada no caso do infarto.

AS INFORMAÇÕES SOBRE SAÚDE DISPONÍVEIS NESTE BLOG TEM O PAPEL DE ORIENTAR E NUNCA SUBSTITUIR, A RELAÇÃO EXISTENTE ENTRE OS VISITANTES DO BLOG E OS SEUS MÉDICOS E/OU PRESTADORES DE CUIDADOS DE SAÚDE.

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Horário de verão começa dia 19 de outubro em três regiões do país


O horário de verão deste ano começará no dia 19 de outubro nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do país. À 0h, os relógios terão que ser adiantados em uma hora. Segundo informações do Ministério de Minas e Energia, o horário de verão deverá acabar à meia-noite do dia 15 de fevereiro de 2009.
A expectativa do governo é de que haja uma redução de 4% a 5% no horário de pico, o que equivale a uma economia de 2.000 MW, o suficiente para abastecer uma cidade com 6 milhões de habitantes.
O horário de verão é adotado sempre nessa época por causa do aumento na demanda, ocasionado pelo calor e pelo crescimento da produção industrial às vésperas do Natal. Nesse período, os dias têm maior duração por causa da posição da terra em relação ao sol, e a luminosidade natural pode ser melhor aproveitada.
No ano passado, o país registrou uma economia de R$ 10 milhões com o horário de verão, menor do que nos anos anteriores, quando a redução dos gastos com energia elétrica foi em média de R$ 40 milhões. De acordo com o ONS (Operador Nacional do Setor Elétrico) isso ocorreu porque houve poucas chuvas no fim do ano e, com isso, o país teve que acionar usinas termelétricas, mais caras do que as hidrelétricas geralmente usadas.
O horário de verão foi adotado pela primeira vez no Brasil em 1931, com duração de cinco meses. Até 1967 a mudança no horário ocorreu nove vezes.
Desde 1985, no entanto, a medida vem sendo adotada sem interrupções, com diferenças apenas nos Estados atingidos e no período de duração.


Aqui

quarta-feira, 15 de outubro de 2008

O Professor sempre está errado (desconheço o autor (a)



Quando...
É jovem, não tem experiência.
É velho, está superado.
Não tem automóvel, é um coitado.
Tem automóvel, chora de "barriga cheia".

Fala em voz alta, vive gritando.
Fala em tom normal, ninguém escuta.Não falta às aulas, é um "Caxias".
Precisa faltar, é "turista"

Conversa com outros professores, está "malhando" os alunos.
Não conversa, é um desligado.
Dá muita matéria, não tem dó dos alunos.
Dá pouca matéria, não prepara os alunos.Brinca com a turma, é metido a engraçado.
Não brinca com a turma, é um chato.

Chama à atenção, é um grosso.
Não chama à atenção, não sabe se impor.A prova é longa, não dá tempo.
A prova é curta, tira as chances dos alunos.
Escreve muito, não explica.
Explica muito, o caderno não tem nada.Fala corretamente, ninguém entende.
Fala a "língua" do aluno, não tem vocabulário.
Exige, é rude.
Elogia, é debochado.O aluno é reprovado, é perseguição.
O aluno é aprovado, "deu mole".É, o professor está sempre errado mas,
se você conseguiu ler até aqui, agradeça a ele!Parabéns Professores!

Navegar é preciso. Melhora o desempenho do cérebro



Um novo estudo americano sugere que pessoas na meia-idade ou mais velhas aumentam o poder de seus cérebros com o uso da Internet.

Pesquisadores da Universidade da Califórnia - Los Angeles descobriram que a busca de dados pela rede estimula centros do cérebros que controlam a tomada de decisões e o raciocínio complexo.

Segundo os cientistas, isso pode até ajudar no combate a mudanças fisiológicas relacionadas à idade que levam o cérebro a ficar mais lento.

Com o envelhecimento, o cérebro passa por uma série de mudanças, incluindo o encolhimento e redução na atividade celular, o que pode ter um impacto no desempenho cerebral.

Acreditava-se que atividades como palavras-cruzadas ajudariam a manter o cérebro ativo e também a minimizar o impacto do envelhecimento. O novo estudo sugere que surfar pela Internet também pode ser uma dessas atividades.

"Os resultados do estudo são encorajadores, as tecnologias que estão surgindo podem ter efeitos fisiológicos e benefícios potenciais para adultos de meia-idade ou mais velhos", diz o professor Gary Small, que liderou a pesquisa.

"As buscas na Internet envolvem uma complicada atividade cerebral, que pode ajudar a exercitar o cérebro e melhorar as funções cerebrais", acrescenta Small.

O estudo foi publicado na revista "American Journal of Geriatric Psychiatry".

Exames

Os cientistas trabalharam com 24 voluntários com idades entre 55 e 76 anos. Metade era formada por usuários experientes da Internet. Cada voluntário teve o cérebro examinado enquanto fazia buscas na Internet e lia livros.

Os dois tipos de tarefas deram provas de uma atividade significativa em regiões do cérebro que controlam linguagem, leitura, memória e habilidades visuais.

No entanto, a busca na Internet produziu atividade adicional em áreas separadas do cérebro, que controlam a tomada de decisões e raciocínos complexos, mas apenas nos voluntários que eram usuários experientes da internet.

Segundo os pesquisadores, comparando com a simples leitura, as múltiplas escolhas da Internet exigem que as pessoas tomem decisões a respeito do que clicar para conseguir informações relevantes.

Os cientistas sugeriram, porém, que os usuários inexperientes da rede não conseguiram compreender bem as estratégias necessárias para uma busca bem-sucedida.

"Uma tarefa simples, cotidiana, como fazer buscas na Internet, parece intensificar os circuitos cerebrais nos adultos mais velhos, demonstrando que nosso cérebro pode continuar a aprender à medida que envelhecemos", afirma Small.

"Essas descobertas fascinantes se somam a pesquisas anteriores e sugerem que pessoas de meia-idade ou mais velhas podem reduzir o risco de sofrer de demência ao praticar regularmente atividades cerebrais estimulantes", diz Rebecca Wood, diretora-executiva da organização Alzheimer's Research Trust.

"Interação social frequente, prática regular de exercícios e a manutenção de uma dieta balanceada também podem reduzir o risco de demência", acrescenta Wood.

No entanto, para Susanne Sorensen, chefe de pesquisas da Alzheimer's Society, "ainda há poucas evidências de que manter o cérebro ativo por meio de palavras-cruzadas, jogos e outras atividades" pode reduzir o risco de demência.

Fonte: BBC Brasil ( 14/10/2008 - 17h59)

terça-feira, 14 de outubro de 2008

Barriga saliente traz mais prejuízos à saúde do que problemas estéticos


Conheça razões para dar adeus à gordura no ventre

1. ELA CAUSA DIABETE
Diferentemente de muita gente barriguda até os magros podem ser barrigudos, lembre-se disso , as células que estocam gordura na região abdominal não costumam ser sedentárias. São mais ativas do que se imagina. Nessa região, elas vivem fabricando substâncias que destrambelham algumas funções do organismo. Além disso, sua gordura tem a capacidade de migrar e fixar moradia em locais como o fígado. Ali, está por trás de alterações que deixam essa glândula confusa, deflagrando uma produção excessiva de glicose. Para suprir a necessidade de insulina, o hormônio que bota todo esse açúcar para dentro das células, entra em cena o pâncreas, que enlouquece na tentativa de atender à enorme demanda. Mas essa gordura estocada no ventre também promove a liberação de muitos ácidos graxos livres, explica o endocrinologista Marcos Tambascia, da Universidade Estadual de Campinas, no interior paulista. E eles, por sua vez, impedem a ação correta da insulina, completa. Daí, como a substância não consegue cumprir sua missão, sobra açúcar e abrem-se as portas ao diabete tipo 2.

2. FAVORECE A HIPERTENSÃO
O corpo que exibe uma barriga saliente fica refém de um verdadeiro efeito dominó. Para dar cabo de tanta glicose correndo pelas veias conseqüência número 1 da cintura larga , o organismo intensifica cada vez mais a produção de insulina, até não dar mais conta do recado. A elevação dos níveis desse hormônio acarreta um aumento da atividade do sistema nervoso simpático, que ordena uma maior contração dos vasos sangüíneos, explica Maria Teresa. Sem contar que os rins passam a reabsorver mais sódio. O resultado desse combinado: a pressão vai às alturas.

3. AUMENTA O RISCO DE INFARTO E DERRAME
As células gordurosas localizadas na barriga produzem substâncias inflamatórias relacionadas a doenças cardiovasculares, afirma o cardiologista Heno Lopes, do Instituto do Coração, em São Paulo. Nas pessoas com cintura farta, há geralmente gordura em demasia na circulação. Nesse cenário, predominam moléculas de LDL, o colesterol ruim. Elas podem se alojar na parede de um vaso, disparando um processo inflamatório. Em meio a essa reação, forma-se uma placa que fechará a assagem do sangue e essa é a origem dos infartos e derrames.

4. INFLUENCIA O ALZHEIMER
A constatação é recente e, por isso, ainda não se sabe ao certo o mecanismo que conecta a gordura visceral à maior prevalência da doença que apaga a memória. Um estudo do Centro de Pesquisa Kaiser Permanente, nos Estados Unidos, sugere que indivíduos com barriga e outro fator envolvido na síndrome metabólica correm um risco três vezes maior de desenvolver Alzheimer. O vilão pode ser um mal que é pura conseqüência do excesso de banha no abdômen, o diabete. O aumento dos níveis de glicose danifica os neurônios, justifica o neurologista Cícero Galli Coimbra, da Unifesp.

5. PREJUDICA O FÍGADO
A gordura que está debaixo da parede abdominal pode passear entre os órgãos e, num belo dia, fixar residência no fígado. Ela consegue se depositar dentro das células dessa glândula, os hepatócitos, conta a médica Edna Strauss, da Universidade de São Paulo. Quando mais de 10% delas estão obesas, por assim dizer, instala-se a esteatose hepática, caracterizada por inflamações que, com o tempo, provocam a morte dos tais hepatócitos e podem até mesmo levar o fígado à falência.

6. CONTRIBUI PARA A DISFUNÇÃO ERÉTIL
A notícia é de assustar qualquer homem, sobretudo os que têm mais de 40 anos e cultivam uma barriga saltada. A gordura visceral, associada a altos níveis de colesterol e triglicérides, patrocina a perda da ereção e do apetite sexual. Quem tem síndrome metabólica está mais sujeito às baixas de testosterona, alerta o médico Carlos Da Ros, da Sociedade Brasileira de Urologia. Não à toa. É que, nesse pessoal, os testículos passam a produzir uma menor quantidade do hormônio masculino, que é essencial à ereção.
Antes de afetar o desempenho do homem durante a relação sexual, a queda dos níveis de testosterona rouba a sua própria libido. A síntese do hormônio tende a cair com a idade, mas nunca cessa por completo. Dosagens mínimas, porém, achatadas pela gordura da barriga, podem esfriar o apetite sexual.

7. ESTÁ LIGADA À DEPRESSÃO
E isso vai além da insatisfação com o próprio corpo. As alterações na pressão e nas taxas de açúcar que acompanham os barrigudos favorecem quadros depressivos. A bagunça armada no corpo e mesmo certas medidas para controlá-la interferem na atividade cerebral. Quando se mexem nos níveis de colesterol, pode-se prejudicar a síntese de neurotransmissores por trás da sensação de bem-estar, exemplifica Alexandrina Meleiro, do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas (HC) de São Paulo. Ou seja, tudo colabora para a tristeza sem fim.


8.PROVOCA DORES NAS COSTAS
Aquela gordura extra acima da cintura modifica o centro de gravidade corporal, obrigando a coluna a se contorcer para não perder o equilíbrio. Assim, surgem as dores constantes, inclusive musculares. Sem contar que a pança pesa e todo quilo a mais, não importa onde esteja, sobrecarrega as costas. Isso pode ser um fator de risco para a hérnia de disco, diz o ortopedista Arnaldo José Hernandez, presidente da Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte, em São Paulo.

9.DETONA OS JOELHOS
A postura que o barrigudo quase que fatalmente adota para compensar o peso concentrado na barriga acaba com essas juntas. A pélvis, localizada na cintura, vive mal encaixada. Isso faz com que o joelho se desgaste ao trabalhar em dobro, descreve Arnaldo José Hernandez. Daí a predisposição para fraturas por estresse, que ocorrem quando realizamos movimentos errados com freqüência. De quebra, esse tipo de sobrecarga pode gerar uma inflamação nas articulações, a artrite, e desestabilizar uma peça fundamental para o joelho se mexer, o tendão que liga a patela, o seu osso, à tíbia, o osso da canela.


AS INFORMAÇÕES SOBRE SAÚDE DISPONÍVEIS NESTE BLOG TEM O PAPEL DE ORIENTAR E NUNCA SUBSTITUIR, A RELAÇÃO EXISTENTE ENTRE OS VISITANTES DO BLOG E OS SEUS MÉDICOS E/OU PRESTADORES DE CUIDADOS DE SAÚDE.


segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Eleições - 2o. turno



O 1º turno das eleições de 2008 terminou! Fomos “inundados” por programas partidários de rádio e TV, panfletos foram distribuídos nas ruas a torto e direito. Os jornais e toda a mídia criticaram todos os candidatos, vímos debates na TV e notícias na internet sobre todos eles, em geral sobre seus “podres poderes”. Os candidatos, por sua vez, não se cansaram de falar de seu “belo passado” e de todas as benfeitorias que iriam fazer caso fossem eleitos.

Tudo bem, até aí já estamos acostumados com esse “circo de atrações”, e acabamos nos deixando levar pela idéia de votar naquele que achamos o menos ruim. Com certeza essa não é uma atitude positiva para nosso país e nem para nós mesmos.

Todos nós estamos frustrados com os nossos representantes políticos e cansados de acreditar que eles possam fazer algo que realmente melhore as condições sociais e econômicas de nossas cidades e de nossas vidas. Mas só reclamar ou tentar mudar as coisas por conta própria não vai resolver muita coisa.

Ter o direito de escolher um candidato para ser nosso representante político, seja na Prefeitura, na Câmara dos Vereadores ou mesmo na Presidência, é uma conquista alcançada após muitos anos de ditadura, quando os militares impunham suas vontades a ferro e fogo. Votar é um exercício da sua cidadania e uma garantia da democracia. Escolher o candidato ou o partido “certo” é uma busca que cabe a cada um de nós, procurando conhecer e pesquisar o mais que puder sobre a história política de nosso país, dos partidos e de seus candidatos.

Onze cidades do Brasil vão ter 2º turno para a eleição de seus prefeitos, que se realizará no próximo dia 26 de outubro. Aproveite ao máximo a internet para buscar informações. Claro que existem outras ferramentas de pesquisa, mas acredito que, na correria do dia-a-dia, a internet é um dos meios de comunicação mais ágeis, além de interativo e multimídia. Mas não esqueça de se certificar da idoneidade dos sites e informações que você está buscando.

Uma sociedade só se modifica quando todos participam e pensam no coletivo. Atos individuais ou individualistas dificilmente vão resolver alguma coisa. Vote, mas vote consciente. Não faça do dia da eleição apenas mais um feriadão!

Caso seu candidato a prefeito seja eleito, fique de olho nele para exigir o que ele realmente prometeu na sua plataforma eleitoral.

E você, que tem mais de 70 anos, não deixe de votar!
Seu voto é facultativo, e isso quer dizer que você pode escolher entre votar ou não votar. Por isso, escolha por votar! Você conquistou esse direito. Use-o, pois sua escolha pode modificar a sociedade em que você vive, e a sociedade de amanhã, dos seus filhos e netos. Eles irão agradecê-lo por isso.

Por: Lionete Lima
Advogada e Consultora de Direitos da Terceira Idade

Fonte

domingo, 12 de outubro de 2008

Conheça as necessidades do seu 'lado criança'

Você se lembra do brinquedo preferido que teve quando criança? E qual foi o momento mais feliz da sua infância? Quantas coisas você fazia quando criança que nem se lembra mais? Por onde anda aquele sentimento de alegria, espontaneidade, ânsia em crescer? Por que não resgatar o que era bom? A criança é uma das maiores fontes de alegria e ao resgatarmos está alegria, ficamos mais inspirados, criativos e menos estressados. Se a sua criança e criatividade ficaram adormecidas, desperte-as!Dez dicas para cuidar bem do seu lado criança.
1. Reconheça que a criança que você foi um dia permanece dentro de você. Afinal, quando amamos alguma coisa ela tem valor para nós, e quando alguma coisa tem valor para nós passamos tempo com ela e cuidamos dela.

2. Entre em contato com a sua criança interior.

3. Em estado de relaxamento em um local tranqüilo, visualize seu quarto de dormir quando pequeno. Recorde o local, as cores, os objetos, o cheiro. Veja sua cama e dormindo nela, você. Aproxime-se, passe a mão nos cabelos dessa criança e acorde-a. Olhe bem em seus olhos e pergunte a ela o que mais quer e precisa. Ouça a resposta. Depois diga a ela que está a seu lado sempre e que a ama muito. Abrace-a fortemente. Permita-se sentir a emoção deste momento.

4. Quando estiver triste, abrace-se como se estivesse abraçando uma criança em seu colo. Diga palavras de tranqüilidade, transmitindo-lhe muita paz e amor.

5. Ampare e apóie todos seus sentimentos.

6. Não viva segundo as regras dos outros, apenas respeite-as.

7. Compre um urso, boneca ou um cachorrinho de pelúcia e coloque em sua cama. Quando estiver triste, converse com ele, como fazem as crianças.Pode ser também um carrinho, autorama e brinque!

8. Vá ao supermercado e compre apenas aquilo que gosta. E coma, sem culpas! Mas também sem exageros.

9. Pegue uma foto sua de criança e coloque num porta retrato. Todos os dias olhe para a foto com carinho, transmitindo-lhe amor.

10. Reserve um tempo e leve sua criança para passear, brincar, se divertir. Permita-se!
Psicóloga Rosemeire Zago

Matéria completa

  © Blogger template 'Perhentian' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP